Por Onde Anda - Arnaldo Curioni

19/09/2018

clique para aumentar
ou diminuir o texto

* Texto publicado originalmente em nosso jornal Fator A, edição 28, de maio de 2013
Edição: Raphael Ramirez


Nascido em Itápolis (SP), no dia 05/06/1946, onde viveu até os 15 anos, Arnaldo estudou na Escola Técnica de Comércio, quando mudou-se com a família para a cidade de Paraíso do Norte, no Paraná, onde no dia 03/01/1962 iniciou sua carreira no Banco Mercantil e Industrial do Paraná S.A como contínuo, responsável pela limpeza e entrega de avisos, e tinha como gerente Sr. Oliveira Zanini.

Aos 18 anos foi promovido a chefe de serviços na Agência de Tapejara, e em abril de 1966 foi transferido para a Agência Cruzeiro D`Oeste, e retornou para Tapejara em 22/07/66 para assumir a gerência, com apenas 20 anos de idade. Lá permaneceu até 04/67, já casado com D. Cidinha, quando foi transferido para Iporã até 30/10/69, transferido agora para a Agência de Apucarana. Permaneceu lá até 12/07/74 (onde teve o prazer de receber o Sr. Avelino A. Vieira para a inauguração do novo prédio da agência, em 07/73) e novamente transferido, desta vez para a Agência de Umuarama (PR), onde permaneceu até 07/77, ano em que foi promovido a Gerente Regional do Grupo III de Londrina, até 04/78. Retornou para Umuarama, lá permanecendo até 07/80, quando a Regional foi extinta.

Transferido para a agência Centro Cascavel como gerente, em 07/80 foi promovido a Diretor Adjunto e assumiu a Regional Cascavel Grupo II em 01/82; assumiu também o Grupo I em 07/82. Em Janeiro de 1990 foi transferido para Curitiba, e em 01/92 foi transferido para a Indústria de Óleo, no Paraguai, e lá permaneceu até 31/08/1992, quando aposentou-se.

Um fato marcante na carreira foi, quando Diretor Adjunto na Regional de Cascavel, implantou o programa “Cruzada pela Legalidade”, que visava a extinção das horas extras e, consequentemente, a redução significativa das ações trabalhistas, implantada em toda a Rede Bamerindus. O programa foi de grande repercussão e relevantes benefícios ao Banco.

Durante sua carreira como Bamerindiano fez muitos amigos, entre eles o Dr. Mathias, Thomas Edison A. Vieira, José Eduardo de A. Vieira, Ibrahim Fayad, Antonio Zanini, Cecim Calixto, Igindo Ferraz de Medeiros, Luciano Bergeinter, Mauro Cezimbra, Pedro Gomes e Raul Jacob Brenner, entre outros. Pela proximidade e pelo ramo de atividade, esta prazerosa amizade perdura até hoje de maneira muito especial com o Dr. Mathias, Igindo e com o compadre Ibrahim, em Cascavel (PR).

“Quero manifestar minha satisfação e orgulho de ter participado de uma empresa onde a tônica e filosofia sempre foi a retidão de comportamento; exemplo disto é a APABAM, fundada e administrada por Bamerindianos aos quais parabenizo e agradeço pela competência, no principal objetivo que é a defesa de nossos interesses ao longo desses 15 anos”.

Durante toda a vida bancária, junto com a esposa Cidinha, preocupou-se em planejar a vida após a aposentadoria, aplicando suas economias em terras na região oeste da Bahia, a nova fronteira agrícola do Brasil, e lá passou a conviver 80% de seu tempo. Já o restante dedica à família, amigos e negócios em Cascavel, onde reside há 32 anos, tendo como atividade principal a agricultura, produzindo soja e milho. Dedica-se também ao ramo da construção civil, comércio, transporte e prestação de serviços em mecanização de lavouras.

Arnaldo é casado com Odete Aparecida Maram Curioni (Cidinha), com quem tem uma filha, Drª Cynara Maram Curioni (ortodontista), um neto Matheus Curioni Moronizato, com 14 anos, e uma neta, Luiza Curioni Moronizato, com 13 anos.

Veja outras entrevistas Por Onde Anda:

Cadastre seu email e receba nosso informativo

Voluntários da Pátria, 475 22ºandar | sala 2211 | 80020-926 | Fones: (41) 3232 4821 |  (41) 3521 5460