Por Onde Anda - Getlio Pacheco Quadrado

19/09/2018

clique para aumentar
ou diminuir o texto

* Texto publicado originalmente em nosso jornal Fator A, edição 28, de maio de 2013
Edição: Raphael Ramirez


Iniciei minha trajetória bancária no dia 01 de março de 1964, no Banco Comercial do Paraná, como balconista, cargo de praticante em experiência de 03 meses. Em 01 de junho de 1964, passei ao cargo de auxiliar, passando para a função de correntista, que era o que trabalhava nas máquinas que lançavam os cheques e depósitos.

Já em 01 de setembro de 1967 passei a subchefe de serviços, atendendo a carteira de cheques e urbanas, e era o responsável por telefonar para os clientes para depositar, quando a conta corrente estourava.

Dali parti para o setor de substituição das férias do grafotécnico, que era o responsável por verificar as assinaturas dos cheques. Mais tarde passei para uma seção que, carinhosamente, chamávamos de quebra galho, ou seja, todo e qualquer problema da conta corrente dos clientes e outros era comigo. E fui feliz, ganhando muitos aumentos de salários.

No dia 30 de abril de 1975, o Banco Comercial do Paraná foi incorporado pelo Banco Bamerindus do Brasil Sociedade Anônima. Já no Bamerindus, no dia 01 de maio de 1975, fui promovido como encarregado I na Agência Pinheirinho, que ajudei a ser fundada.

Em novembro de 1976, na própria agência, fui promovido como chefe de serviços. Fui transferido para a Agência Mercês, onde coloquei a Agência de menos erros, ficando lá até dezembro de 1977. Fui requisitado, por este destaque, para assumir o cargo de chefe de setor junto à primeira Derep, cuja função era fiscalizar, à distância, 33 jurisdicionadas. Lá também consegui diminuir os erros das Agências em 70%.

Colaborei na abertura das Agências do Bairro Uberaba, em Curitiba (PR), e em Pinhais (PR). Pelo destaque mais uma vez fui requisitado como orientador de serviços em outubro de 1980, ficando lá até março de 1983.

Cansado de viajar, fui remanejado como chefe de setor no Seval Setor de Valores, encarregado de Cr.000.000.000,00 de letras de câmbio que eram custodiadas naquele setor; éramos responsáveis por creditar os juros no vencimento. Mais uma vez me destaquei na função, e mais tarde, no final de carreira, em fevereiro do ano 1989, fui promovido como chefe de seção junto ao CPD do Banco Bamerindus, responsável pelo conglomerado que funcionava 24 horas, e após este cargo, fui gerenciar as zeladoras e vigilantes que pertenciam à empresa do banco Aurora S/A.

Lá implantamos o plano de cargo, em que os funcionários podiam chegar de vigilante a inspetor; consegui criar uma grande família, e mais tarde, por destaque, fui premiado com o curso de técnico em segurança do trabalho, onde cursei em três anos a noite no Colégio Camões.

Em setembro de 1991 passei a exercer a função de técnico de segurança do trabalho, evitando assim muitos acidentes. Como responsável pelo conglomerado e técnico em segurança, consegui implantar o sistema de catracas. Montamos ainda o sistema de estacionamento para motos dentro do pátio. Mais tarde fui transferido para o Centro Administrativo da Vila Hauer na mesma função até 1994, onde me aposentei.

Na parte esportiva, fui bicampeão de futebol suíço, campeão de futebol de salão, onde hoje ostento a medalha de honra ao mérito por ter sido o melhor goleiro da época. Campeão do desfile dos departamentos que disputavam o torneio interno. Fui ainda campeão de futebol suíço feminino e juvenil como técnico. Tenho o medalhão que fui campeão no ano do jubileu da Associação Bamerindus, em 1955 a 1980. Tenho outras medalhas sem data.

Em minha homenagem, teve uma taça em disputa de basquete a qual levou o meu nome. Tudo isto por volta dos anos 1977 a 1987. Fui também vice-campeão de futebol de salão, patrocinado pelo Sindicato dos Bancários.

Hoje continuo como aposentado há 19 anos, associado à APABAM, e me dedico à religião Espírita ajudando a humanidade, e escrevo para o meu blogue que está nos Estados Unidos e outros países, com cinco mil pessoas lendo. E nas horas vagas, me dedico à música sertaneja.

Quer conhecer o meu blog? Acesse getuliomomentoespirita.blogspot.com

Veja outras entrevistas Por Onde Anda:

Cadastre seu email e receba nosso informativo

Voluntários da Pátria, 475 22ºandar | sala 2211 | 80020-926 | Fones: (41) 3232 4821 |  (41) 3521 5460