você está em: Notcias Saiu na Mdia

ATIVIDADES: universidades oferecem cursos especficos para a terceira idade

19/05/2009

clique para aumentar
ou diminuir o texto

Uma nova chance de realizar seu sonho: agora falta de oportunidade no  mais desculpa!Voltar a estudar pode representar diversas mudanças no cotidiano das pessoas de terceira idade. A reciclagem de conhecimento, atualização, distração e formação de novas amizadessão algumas das motivações para o retorno às salas de aulas.

Pensando nisso, diversas universidades oferecem cursos diferenciados com baixo custo, específicos para esse público, que reúnem conhecimentos em áreas biológicas, humanas, sociais e psicológicas.

Universidade Aberta à Maturidade

A PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica) possui a Universidade Aberta à Maturidade, uma proposta de educação permanente, dirigida a pessoas a partir dos 40 anos de idade, interessadas em reciclar e atualizar os seus conhecimentos.

De acordo com o coordenador do curso, professor Fauze Saadi, o objetivo da criação é oferecer uma melhor condição de respeitabilidade para a terceira idade.

"Hoje os idosos ganham cada vez mais espaço no País e, por isso, precisam de algo voltado para a intelectualidade. O interesse em atualizar o conhecimento é tanto que temos 15 classes, com cerca de 500 alunos. Desses, 60% já fizeram um curso superior".

Os cursos regulares são feitos em quatro semestres, distribuídos em três módulos: reciclagem e atualização culturais; orientações e práticas para uma vida alegre e saudável; e atividades sócio-culturais.

As aulas acontecem duas vezes por semana, no horário das 14h às 17h. No término do curso, os alunos recebem um certificado de Extensão Cultural. Caso o aluno queira continuar os estudos, há disciplinas optativas, como informática, danças afro-brasileiras, língua espanhola e tai chi chuan sem custos adicionais. O preço do curso regular é em média de R$ 600 por semestre.

No ABC

Desde 1998, a Universidade Metodista de São Paulo dispõe da Universidade Livre da Terceira Idade. O curso para pessoas acima dos 50 anos de idade possui a duração de dois anos, oferecendo 52 disciplinas, além das optativas que abrangem as áreas de informática, línguas estrangeiras, musicoterapia, medicina preventiva, entre outras.

Para o coordenador da Universidade Livre da Terceira Idade, o professor Moses Benadiba, o curso tem como meta fazer com que os idosos voltem a viver em grupo e a tomar decisões na sociedade.

"As mulheres são as que mais frequentam os cursos para fugir da solidão. Apenas 10% das turmas são compostas por homens que veem a universidade como uma substituição da rotina de trabalho. Nosso objetivo é ajudar os idosos a lutar pelos seus direitos, além de proporcionar melhor qualidade de vida".

O custo do curso por semestre é de cinco parcelas de R$ 75. As aulas acontecem as terças e quintas-feiras, das 14h às 16h30.

Cursos alternativos

Algumas instituições não oferecem um curso específico para a terceira idade, mas dispõem de cursos para a comunidade de forma geral.

Há dez anos, a Universidade Presbiteriana Mackenzie dispõe a UATU (Universidade Aberta do Tempo Útil), um programa de educação continuada a todas as pessoas, acima de 18 anos de idade, interessadas em ampliar as vivências de aprendizagem e o relacionamento social.

Os cursos semestrais são oferecidos nas seguintes áreas do conhecimento: psicologia, humanidades, saúde, artes, línguas e informática.

Segundo a coordenadora da UATU, professora Maria Elisa Pereira Lopes, o objetivo dos 65 cursos oferecidos é atender a comunidade.

"Nos nossos cursos, o aluno é livre, não há controle de presença nem certificação. O aluno pode matricular-se em quantas disciplinas desejar. Hoje temos, em média, 900 alunos e, desses, 50% são alunos da terceira idade".

Os custos da UATU são seis parcelas de R$ 66. Cada aula tem a duração de 90 minutos.

Fonte: dinheiro.br.msn.com

Cadastre seu email e receba nosso informativo

Voluntários da Pátria, 475 22ºandar | sala 2211 | 80020-926 | Fones: (41) 3232 4821 |  (41) 3521 5460