Cuidados nas compras pela internet

18/10/2011

clique para aumentar
ou diminuir o texto

Em crescimento em todo o país, as compras no comércio eletrônico ainda são motivo de receio por parte de consumidores, principalmente em razão do medo de ter os dados roubados ou de não receber o produto adquirido. Para orientar quanto ao ambiente virtual de compras, o Procon-PR recomenda alguns cuidados que devem ser tomados quando da aquisição do produto ou serviço pois, comprar no comércio tradicional já exige cuidados, as precauções precisam ser redobradas nessa modalidade de aquisição.

A coordenadora Claudia Silvano salienta que o consumidor deve dar preferência a lojas conhecidas, que possuam o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), forneçam um endereço e telefone de contato. Sites que só apresentam uma caixa postal, sem qualquer outro dado, devem ser evitados. “A busca de informações e opiniões de consumidores na internet”, comenta,“é uma ferramenta muito útil para saber se outras pessoas tiveram problemas com a empresa em que o consumidor quer adquirir o seu produto. Também é preciso estar ciente que ofertas atraentes, que induzem à compra com valores muito abaixo do mercado, devem ser analisadas com o maior cuidado, evitando-se, assim, uma possível fraude”.

Outra orientação refere-se à segurança das páginas na internet. “É preciso verificar se o site é seguro, ter o antivírus sempre atualizado e não clicar em links que, embora possam apresentar preços atraentes, são desconhecidos”. Ela destaca que a responsabilidade da segurança da operação é da empresa que oferece o produto e do provedor.

Receios

Um dos maiores receios dos consumidores quanto às compras pela internet é o roubo de suas informações pessoais, como o número da conta e a senha do cartão, por hackers. Para evitar que isso aconteça, o alerta é para que o consumidor verifique se o site tem o certificado de segurança que normalmente é visualizado por um selo no pé da página, porém, não há um padrão de visualização. Os sistemas de segurança transformam em símbolos as informações disponibilizadas pelo consumidor, truncado-as, o que dificulta a ação de hackers. O Procon-PR esclarece que a empresa tem a obrigação de apresentar outras formas de pagamento, além do cartão de crédito.

Outra preocupação do consumidor diz respeito à não entrega do produto e que pode ter como causa problemas de logística do fornecedor ou fraudes que podem fazer com que o produto não seja entregue ou que chegue com defeito ou até mesmo substituído, por exemplo, por uma pedra. Para evitar este tipo de situação, a recomendação também é conferir todos os dados da empresa e buscar informações com pessoas que já tenham adquirido produtos no mesmo fornecedor.

Troca

Antes de realizar a compra online, é conveniente que o consumidor conheça a política de trocas do fornecedor: prazo de troca, caso o produto apresente ou venha com defeito, e se as despesas da remessa são pagas pelo fornecedor.

A Coordenadora lembra que o Código de Defesa do Consumidor dá um prazo de arrependimento de sete dias, a partir do recebimento do produto, para as compras realizadas fora de uma loja física, ou seja, o consumidor que adquiriu um produto ou serviço pela internet pode desistir neste período. O cancelamento deve ser feito por escrito, com cópia protocolada.

Fonte: Procon

Cadastre seu email e receba nosso informativo

Voluntários da Pátria, 475 22ºandar | sala 2211 | 80020-926 | Fones: (41) 3232 4821 |  (41) 3521 5460