Por Onde Anda - Antonio Zanini

02/10/2018

clique para aumentar
ou diminuir o texto

* Texto publicado originalmente em nosso jornal Fator A, edição 26, de setembro de 2012
Edição: Raphael Ramirez


Sou natural da cidade de Quatiguá, norte pioneiro do Paraná. Nasci no dia 10 de fevereiro de 1938. Com 14 anos de idade tive meu primeiro emprego em uma das primeiras agências já com o novo nome, BANCO MERCANTIL E INDUSTRIAL DO PARANÁ S/A “BAMERINDUS”, ex Banco Meridional da Produção S/A, na cidade de Cinzas, hoje Jundiaí do Sul.

A agência foi inaugurada no dia 19 de novembro de 1952. Sendo gerente o sr. Sebastião Lopes de Azevedo, e Chefe de Serviços o sr. Ary Casagrande (ambos já falecidos). Fui admitido pelas mãos do nosso saudoso Presidente, o sr. Avelino A. Vieira, como contínuo, encarregado da limpeza e aceites de duplicatas e entregas de avisos.

Alguns meses depois o sr. Tomaz Edison A. Vieira veio substituir o sr. Ary Casagrande, e ficou até meados do ano de 1953, quando foi transferido para a nova Agência de Ribeirão Claro, como chefe de Serviços. A partir daí fiquei encarregado das tarefas da Contadoria.

Em outubro de 1953 fui promovido a Chefe de Serviço da Agência, onde fiquei até outubro de 1955, quando fui transferido para Foz do Iguaçu, junto com o sr. Edison inaugurar a nova Agência. Em fevereiro de 1956 fui nas mesmas funções para Wenceslau Braz, onde após alguns meses fui promovido a Chefe de Seção da Matriz, para substituir Gerentes e Chefes de Serviços em férias.

Fui Gerente de Agências em Nova Londrina, Floraí, Colombo e Francisco Beltrão; Gerente Regional em Pato Branco, Cascavel, Londrina e Goiânia.Em 1978 fui promovido a Direg para a região Centro-Oeste do Brasil, que abrangia os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Tocantins, parte do Maranhão e Piauí, além de Distrito Federal, Acre, Amazaonas e Roraima. A nossa principal missão era expandir a Rede de Agências Bamerindus.

Com o trágico falecimento do sr. Edison, assumiu a Presidência do Bamerindus o sr. José Eduardo A. Vieira. As Diregs vieram todas para Curitiba. Fiquei ainda nos anos 90 como Conselheiro do Banco, e também como Diretor Geral de Produção, para todas as Regionais do banco. Aposentei 10 dias antes da intervenção no Bamerindus.

Tive a alegria de conviver com grandes colegas e amigos no meu tempo de Banco: Aramis Correia Fernandes, Ibrahim Fayad, saudoso Mauro Cezimbra; Regionais: Romeu Tramontin, Augusto Sabadin, Raul Brenner, Valdo Batista de Souza, Sergio Bocchese, Ademir Salviato, Gilmar Peters, Flavio Bodanese, Alberto poças, Warton Cruz Oliveira, Elói Medina e Mauro Ferraz.

Apoio e solidariedade: de saudosa memória, dr. Jair Mocelim, dr. Germano Vilhena de Andrade, dr. José Marcio Peixoto, Hamilcar Pizzatto, Délcio Araújo e Cecim Calixto. Diretores que me apoiaram ainda ao tempo do Bamerindus: Belmiro, Castor Jobim, Sérgio Proença e George Pereira. Este relato narrou parte da minha feliz história no Bamerindus.

Após a intervenção do banco, até março de 2012, prestei uma assessoria financeira ao lado do meu colega Valdo Batista. No momento sigo conversando com várias pessoas, sempre encontro os amigos, gosto muito de passear. Sou casado há 55 anos com a mesma mulher, Nezel, com quem tenho dois filhos e três netas.

Cadastre seu email e receba nosso informativo

Voluntários da Pátria, 475 22ºandar | sala 2211 | 80020-926 | Fones: (41) 3232 4821 |  (41) 3521 5460